As irregularidades, como falta de escala de plantões médicos, serão detalhadas por meio de relatório ao Ministério Público Estadual

Nesta quarta-feira (03/07), o Conselho Regional de Medicina do Estado do Amapá (CRM-AP) acompanhado da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Consumidor (DECCON), do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) e da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) estiveram no Hospital Marco Zero (antiga Unimed) para apurar denúncia de desassistência de pacientes devido à falta de escala de plantões no diarismo, plantões noturnos e sobreaviso do mês de julho.

No momento da vistoria, constatou-se que a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estava fechada por falta de escala de médicos. O local possui cinco leitos, mas apenas três têm condições de uso, devido a falta de bombas de infusão, que são necessárias para reserva operacional.

A sala vermelha conta com um leito intensivo incompleto. Os outros dois leitos são apenas para observação dos pacientes. Detectou-se que o pronto atendimento infantil e o pronto atendimento adulto foram unificados. O setor, apesar de atender emergências estava sem atendimento médico. A falta de escalas de plantões também no pronto atendimento preocupou a equipe de fiscalização.

A vistoria também percorreu o setor de internação. No qual sete pacientes estavam internados. Mas de acordo com o levantamento realizado no local, não há profissionais para atender as possíveis intercorrências.

Outros problemas foram constatados, como: falta de medicamentos, infiltrações, ausência de alvará de Vigilância Sanitária, realização de sutura e colocação de gesso nos casos de imobilização no mesmo ambiente, entre outros. As irregularidades serão detalhadas por meio de relatório ao Ministério Público Estadual.

O CRM-AP também vai notificar o responsável técnico do Hospital com orientação de suspender os atendimentos e novas internações e disponibilizar médicos em tempo integral aos pacientes internados, sob pena de possível interdição ética.

 

Facebook Instagram Twitter
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.