Sexta-feira, 09 de outubro de 2015

titulo de domnioO Conselho Regional de Medicina do Estado do Amapá (CRM-AP) recebeu neste mês o título de domínio do terreno localizado na Rodovia JK para a construção do novo prédio. De acordo com o presidente do CRM-AP, Dr. Dorimar Barbosa, a instituição se tornou uma referência para a classe médica. A atual estrutura recebe reuniões e seminários científicos do Conselho, das sociedades de especialidades e do curso de Medicina da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Por isso, a necessidade de uma nova sede.

A novo prédio vai possibilitar que o acervo bibliográfico seja armazenado com mais organização. Além de abrigar melhor os atuais funcionários e os que deverão ser contratados. “Nosso auditório tem capacidade para receber apenas 95 pessoas. Com a construção da nova estrutura, o Conselho vai ampliar o número de participantes nas reuniões científicas e ter condições de sediar eventos maiores, como, congressos”, explica o presidente.

A obra foi planejada pensando no futuro. Hoje o CRM-AP tem registrados 812 médicos ativos. De acordo com o setor de registro da instituição, nos últimos cinco anos, o número de inscrições aumentou em 5,65 por cento. Mas levando em consideração que no Amapá há residência em cirurgia geral, clínica médica, pediatria, ginecologia e obstetrícia, cirurgia do trauma, anestesia e neonatologia e também o curso de Medicina da UNIFAP, o número de inscritos nos próximos anos deverá ser maior.

Nos primeiros anos de fundação, o Conselho funcionou em uma sala cedida pela direção do antigo Hospital Geral. Mas no dia três de maio de 2002, a instituição inaugurou uma sede própria, localizada na Avenida Feliciano Coelho, nº 1060, no bairro do Trem. O espaço abriga os setores de contabilidade, informática, fiscalização, secretaria, assessoria de imprensa, assessoria jurídica, presidência, processo, setor de compras e licitação. Além da biblioteca.

De acordo com o presidente, a assessoria jurídica do CRM-AP está realizando o processo para realização da licitação para a construção do prédio. A expectativa da presidência é que a obra seja finalizada em dois anos.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.